Carta-convite: você vai precisar do documento para viajar para Espanha?

Como falamos no artigo Viagem para Espanha: documentos que podem ser exigidos, O cidadão brasileiro que deseja viajar para Espanha por um período curto (menos de 90 dias) não precisa apresentar visto, porém, os agentes alfandegários podem solicitar outros documentos, tais como seguro viagem, comprovante de recursos financeiros, validade do passaporte e carta-convite.

A carta-convite é um documento que pode ser exigido da pessoa que viaja para a Espanha e se hospeda na casa de algum amigo, parente ou conhecido.

Segundo consta na página do Consulado Geral do Brasil em Madri, a não apresentação da carta-convite e uma das razões de inadmissão de brasileiros no país. Portanto, não deixe de providenciá-la, caso você se enquadre na situação descrita acima.

Carta-convite pode ser exigida para viajar para Espanha

Carta-Convite: providencie este documento antes viajar para Espanha

Embora simples, a carta é importante e deve ser apresentada por todos aqueles que pretendem se hospedar na casa de amigos, parentes ou conhecidos na Espanha. A carta-convite é dispensável somente se você possui cidadania espanhola ou de algum outro pais da União Europeia.

1. Existe algum modelo formal de carta-convite para viajar para Espanha?

Sim, você pode baixar o modelo da carta-convite para viajar para Espanha clicando aqui.

2. Quem deve preencher a carta-convite?

Quem preenche a carta-convite é a pessoa que vai receber o viajante na Espanha, ou seja, o anfitrião. Mas, atenção, o amigo, parente ou conhecido que vai hospedá-lo deve residir legalmente no país.

3. Quais são os dados necessários para solicitar a carta-convite?

Os dados necessários são:

  • sobre o anfitrião: nome completo, data e lugar de nascimento, endereço, nacionalidade e documentação (DNI, NIE ou passaporte, a depender da nacionalidade da pessoa);
  • sobre o visitante: nome completo, data  e lugar de nascimento, endereço, nacionalidade e passaporte;
  • Informação sobre o período de permanência, especificando a primeira e a última data;
  • Endereço completo do local da hospedagem;
  • O anfitrião deve manifestar-se, expressamente, que está disposto a hospedar o visitante em sua casa pelo tempo que durar a visita;
  • O anfitrião deve apresentar comprovante de que reside no local da hospedagem. Para isto, pode apresentar o título de propriedade (caso seja o proprietário), o contrato de aluguel ou outro documento.
  • O anfitrião deve explicar qual é o vínculo que tem com a pessoa convidada (amizade, parentesco, etc).
  • O anfitrião deve, também, declarar que a informação exposta na carta-convite é verdadeira e que ele(a) está ciente dos dispositivos legais pertinentes e das penalidades impostas.

4. Após preenchida a carta, o que o anfitrião deve fazer?

Com a carta-convite (item 3) preenchida, a pessoa que vai receber o visitante brasileiro deve comparecer à delegacia da Polícia Nacional para entregar a documentação (item 5).

5. A carta-convite é entregue na hora?

Não, a aprovação da carta-convite não é feita imediatamente. Somente depois de analisar toda a documentação e convocar o solicitante para uma entrevista, se julgar necessário, é que a Polícia Nacional decide pela aprovação ou não da carta-convite e envia um comunicado ao solicitante.
Caso a carta seja negada, as autoridades policiais informarão os motivos da recusa para que a pessoa possa recorrer da decisão, caso queira.
Não há um prazo definido pela Polícia Nacional espanhola para a avaliação da carta-convite. Por isto, é interessante fazer o pedido com muita antecedência.

6. É preciso pagar alguma taxa pela carta-convite?

Sim, antes de retirar a carta-convite que foi aprovada pela Polícia Nacional, o solicitante deve pagar uma taxa e apresentar o comprovante do pagamento. O valor a ser pago pode depender da província onde o solicitante reside. Para verificar o valor da taxa, clique aqui e selecione a província onde reside o solicitante.

7. Há algum prazo para efetuar o pagamento da taxa?

Sim, o solicitante tem o prazo de 1 (um) mês para efetuar o pagamento da taxa.

8. Como enviar a carta-convite para o viajante?

O viajante deve apresentar a carta-convite original aos agentes alfandegários. Por isto, o solicitante deve enviar a mesma por correio.  A carta não deve ser enviada por email.

9. O anfitrião pode encaminhar uma carta convite para mais de uma pessoa?

Sim, é possível. Para isto basta preencher os dados da(s) outra(s) pessoa(s) em outra folha e entregá-los todos juntos.

Como já mencionamos, há casos em que os agentes da imigração simplesmente não pedem documento algum mas, você pode ser o escolhido do dia e, se não tiver o documento para apresentar, certamente você irá se arrepender de não ter feito antes de viajar para Espanha. Não deixe de conferir quais são os outros documentos que podem ser exigidos pela imigração espanhola.

Então, previna-se, providencie todos os documentos que podem ser solicitados e boa viagem!

Ah, e não deixe de ler o artigo Viagem para Europa: 15 dicas exclusivas para você! Tem umas dicas bem bacanas para quem vai visitar o velho continente.

Marlise V. Montello

Marlise V. Montello

Marlise V. Montello é jornalista e, há algum tempo, decidiu escrever sobre uma de suas paixões: viagens. O objetivo é ajudar aqueles que, como ela, sempre que podem arrumam a mochila e colocam o pé-na-estrada em busca de novas descobertas. Seus roteiros preferidos são aqueles que oferecem contato com a natureza, com a gastronomica e com a arte.

Um comentário em “Carta-convite: você vai precisar do documento para viajar para Espanha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *